30.8.09

A grande descoberta!

Bom, já descrevi todas as etapas anteriores à gravidez, agora falta a principal: a descoberta!
Como já falei (falei?)aqui em baixo, eu e o Heitor somos namorados ainda (pensávamos em casar, mas lá pro final do ano que vem, depois que eu me formasse) e não planejávamos ter um filho agora. Como aconteceu? Simples: experimente tentar muitas vezes e não se prevenir! rs...É batata!
Brincadeiras à parte, eu sempre me preocupei com isso, mas a medida que vamos tendo uma intimidade maior com uma pessoa (que a gente ama), acabamos esquecendo de vez em quando. E a nossa história é ainda mais curiosa.
O Heitor tem um pequeno probleminha, chamado Varicocele (são "varizes" na região do escroto, onde estão alojados os testículos), que provoca alterações na quantidade e na qualidade dos espermatozóides. Assim que começamos a treinar pra ter um bebê (rs!), ele veio com essa ladainha de que "tinha dificuldades pra ter filhos" e tal, que ia ser impossível ter filhos e que por isso não precisávamos nos prevenir, coisa que não fiz, pelo menos por um bom tempo.
Até que ele começou a sentir muitas dores e após diagnóstico médico, foi constatado de fato que ele, teoricamente, só teria 0,3% de chances de ter um filho biológico. Não nos preocupamos, a única coisa que pensamos foi que quando chegasse a hora faríamos um tratamento ou teríamos um filho por meio da adoção (opção que ainda considero).
Como eu tenho mania de conspiração, sempre achei que 0,3% ainda era muita chance e não dava bobeira pra ele (que sempre quis me dar "o golpe da barriga" e ficava triste toda vez que eu mestruava! rs).
Acontece que no começo de Junho desse ano, tivemos uma briga seríssima e fizemos as pazes como se deve...rs! No mês de Junho é também meu aniversário e dia dos namorados, pense que tivemos muitas datas pra comemorar e nesse embalo acabamos nos "descuidando". Eu senti isso, tanto que fiquei aflita até minha próxima menstruação (que era pra vir no dia 03/07) e que nunca veio! hehe.
Sempre tive o ciclo muito regular e nos primeiros dias de atraso relatei pro Heitor, ao que ele disse "até parece, logo logo ela desce". Estranhei a ausência da minha "amiga", mas como meus seios estavam sensíveis e inchados (assim como ficavam antes da menstruação), pensei que ela logo viria.
15 dias de atraso e nada. Sentia minha barriga endurecendo e até pegava a mão do Heitor pra senti-la, e no dia 19/07, em pleno Congresso da Une, a gente decidiu que faria o teste de farmácia, só pra desencargo de consciencia. Como esse teste é recomendável que se faça com a primeira urina do dia e só compramos o exame na segunda-feira de tarde (20/07),somente na terça-feira (21/07) é que fizemos.
Acordei às 07:00 horas e lá estava eu, andando de um lado pro outro do banheiro, esperando os 05 minutos...mas em menos de 01 minuto, estavam lá...as duas listrinhas rosas. Eu não acreditei, embora meu íntimo já soubesse que esse seria o resultado.
O Heitor me ligou na mesma hora e quando eu disse que tinha dado positivo, em menos de dez minutos ele tava na porta da minha casa pra me levar pro trabalho (detalhe: da casa dele pra minha demora no mínimo, vinte minutos com trânsito). Eu guardei a tirinha do teste na minha carteira e ele só disse "caraca!", com a maior cara de bobo do mundo.
Fomos de Taguatinga pra Asa Norte conversando como seria o nome, o quarto, a creche...aí quando percebíamos que estavámos planejando o futuro do nosso fillho, a gente se olhava e falava "não, mas deixa a gente ter certeza. Teste de farmácia pode errar". Só deu pra gente fazer o exame de sangue no outro dia (agora não me lembro bem o porquê), no dia 22/07, acordamos cedo, eu em jejum e lá fomos nós. Lembro da atendente perguntando: "Vocês querem que dê positivo?" ao que nós respondemos juntos "o que Deus mandar".
O resultado só ficaria pronto às 16:00 horas e poderia pegá-lo pela internet. Alguém acha que eu consegui trabalhar o resto do dia? Dava todas as horas do mundo menos 16:00 h. E surpreendentemente, quando deu 16:00 h, eu não tinha coragem pra abrir o site...deixei pra ver às 17:15 h, na hora de ir embora ( e o Heitor me ligando de 05 em 05 minutos). Pensei que o resultado seria POSITIVO ou NEGATIVO, pois não, lá estavam 33304 mui/ml. ´Na tabelinha dizia que acima de 49.0 era positivo. Achei que meu teste tinha dado inconclusivo, porque meu número tava muito alto, tava com quase 07 semanas, segundo essa lógica.
Tive que pedir ajuda aos "Universitários", no caso o Heitor, (rs!), dei a senha pra ele...fui pra casa, e antes de entrar no ônibus ele me ligou : "estamos grávidos sim!".
Meu coração disparou. Era muita informação pra minha cabeça, mas algo inexplicável tomava conta de mim...já sentia amor por aquele serzinho minúsculo que estava na minha barriga. Cheguei na rodoviária do plano piloto para pegar o metrô e fui em pé, e minha vontade era chegar no homem que tava no assento preferencial e dizer:"Ei, estou grávida, você não está vendo?"...rs!
O Heitor foi me buscar na estação perto da minha casa, mas me ligava a toda hora. Quando cheguei num lugar em que o celular tinha sinal, ele falou desesperado "O que aconteceu? Por que você desligou o celular? Tá tudo bem com vocêS?". Pela primeira vez ouvia "vocês" e sentia que eu não estava sozinha nunca mais na vida.
Quando cheguei, ele estava lá com os olhos inchados de chorar e a gente só conseguia se abraçar. Ele beijou minha barriga em plena estação do metrô "Praça do Relógio" em horário de "rush" e fomos andando até o carro sem conseguir dizer uma palavra um ao outro, mas ao mesmo tempo entendendo direitinho o que estávamos vivendo: o dia mais importante da nossa vida!


6 comentários:

Bia Porfírio Estrela ☆ disse...

Ma,vc tá grávida? Gente,que legal!
Quero te ver pela UCB,viu?
Te dar os parabéns pessoalmente!
Gente,tô imaginando ele na estação da praça do relógio fazendo isso,se eu visse riria demais,naquela estação acontece de td mesmo!
ansjajsn
Parabéns!

Kamilla disse...

Oi mamãe mais linda!
Adorei a idéia do blog!
Será também uma forma de acompanhar você de "pertinho".

Amo suas histórias!

Um beijo pra vocêS!

Mayara disse...

Caramba amiga, que emocionante =,D

Monica disse...

Tu conseguiu a proeza de escrever melhor do que eu, guria...

disse...

Uau!!!
Terminei de ler este post com lágrimas rolando sobre a minha face (quis dar um tom mais dramático e poético, hehe).
É tão incrivelmente maluca essa sensação de que vc não é mais SÓ vc, né?
Então, quer dizer, que no caso de vcs tb ocorreu uma quase "exceção" da Ciência????
Tô achando que 2009 é o ano da fertilidade! rs...
Eu fico boba com as nossas coincidências... ficamos grávidas no mesmo período, só que em anos diferentes...

Anônimo disse...

Ontem, ao brinca com um filhotinho em um petshop, comentei com o Fabiano que estou com meu instinto materno a flor da pele...
Hoje eu tenho certeza disso... Adivinha???? Terminei de ler... chorando... é... O pior é que temos um lan house e estou na hora do meu turno, trabalhando... ainda bem que está calmo e ninguém viu... kkkkkkkk

Beijinhos!!!

Susany vidal (susanyvidal@hotmail.com)